Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POESIA ÀS ESCONDIDAS

Poemas escritos por António Só

O Clube

Junho 22, 2021

Estou cercado de demónios vigilantes
seguem-me os passos leves estimam onde vou
ignoram o que cozinho no tacho da mente
que o falcão peregrino do sonho voou

rodeiam-me as árvores verdes que oscilam
entre o vento do Norte e o vento do Sul
há homens locomotivas que descarrilam
sob o céu impassível indiferente azul

a garrafa de água continha no plástico
rótulos de sedas de mensagens proibidas
o mundo abraça-me, parece fantástico
mas a morte sinistra brinca às escondidas

rodeado de tédio remorso e solidão
é inútil pensar-se na mudança de rumo
sabes a carícia que doma o coração
mas nunca provarás de mim amargo sumo

somos descartáveis para a causa do tempo
o tampo desta mesa é gasto nos labores
mesmo arranhas céus de cor de um céu Dezembro
serão derrubados por ocultos favores

Sepulto-me em papel no verso a tinta preta
Progride, sem que atinja os altos cumes brancos
A bússola avariada guia-me à deserta
Montanha onde existem gigantescos bancos

no início do verão processam-se soturnos
sentidos latejantes de típicos vagares
sou réptil rastejando num pulsar nocturno
sou estéril no sentir das coisas salutares

nasci para estar fora de elevados círculos
a minha maldição é amar as coisas belas
sou sócio no clube só de seres ridículos
que buscam a Beleza sem lhes porem trela

 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub