Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

POESIA ÀS ESCONDIDAS

Poemas escritos por António Só

Mensagem ao vento

Outubro 24, 2005

Cobriu a noite com seu manto de veludo,
E com ele, a Lua os ombros encobriu
Escondeu-se o Sol ao fundo, carrancudo,
E a Lua subiu.

De pétalas fechadas, dormiam encolhidas,
Mimosas violáceas que sorriem de dia,
E quando a luz esmorece, p'lo sono são vencidas
Como eu gostaria.

Só por companhia as estrelas, desolado
Fiquei esperando que chegasse minha Musa,
Qual meu espanto: nada! Fiquei agoniado,
Por vir dela recusa.

Pensei quantos poetas dispersos sofrem,
Do abandono próprio das almas puras,
Quais versos sofredores Musas reprovem,
Com mil ternuras!

Torno-me discrente em tudo que eu cria,
Templos escondidos, engolidos no deserto
Resta-me este corpo e só o que mais queria
De tê-la por perto.

E chegará a hora,
De vir numa demora,
Talvez à sua frente contenha inútil pranto,
Porque desentendo,
Qual de nós ficou tremendo,
Sabendo que nenhum dos dois é santo.

Onde estás, quem um dia me iluminou
Sem procurar a luz sublime que ilumina,
Meu apagado estro que nunca sublimou,
A flor mais fina.

Espero sem esperança num desassossego,
Por não vir com pombo uma mensagem
Onde estás quem tenho tão sincero apego?

Nem vento, nem aragem...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub