Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POESIA ÀS ESCONDIDAS

Poemas escritos por António Só

EQUIVALENTE

Dezembro 27, 2005

I

Esta minha inquietação que não transvia,
Dos recônditos lugares do meu ser,
Luta, arcanjo Gabriel à luz do dia
Nesta mente assaz, ébria de vencer
Como voar tanto eu gostaría,
Como viver vidas antes de morrer.

Que passa então dentro desta cabeça,
Tão forte latejar de ignomínias,
Talvez esta dor forte desapareça,
Se esta dor tivesses, que farías?
Talvez dura peleja te aborreça,
E ao tédio primeiro pecarías.

II

Espero na varanda, olhando o horizonte,
Tenho declinar do dia, o Sol defronte
O mesmo, o exacto, o mais que previsível,
Tenho olhos abertos não tendo nada vísivel.
Tenho o mar à frente, e os despojos a boiar,
São meus sonhos distantes, são que me fazem lembrar,
Que um dia fui criança, que um dia fui feliz,
Que hoje adverso e parco de glória, estou na matriz.

III

Vou pecar novamente,
Porque nunca fui pecador,
Ou então talvez fui sempre,
Do pecado, o embaixador.
Já bebi do Amor, do Ódio,
Dou de beber à dor,
As águas longas do Tédio,
Se no querer ser o esplendor.

Leva-me, ardente Musa,
Para esse Harém distante,
Veste-me da areia gente,
Envolve-me no turbante.
Quero beber outras águas,
Ver o verde que nunca vi,
Ver dissipar minhas mágoas,
Sorri porque já sorri.

Meus versos tanto declinam,
São reflexo do que sou,
Que nada a outros ensinam,
Mas houve quem um dia gostou,
De ser de mim leitor,
Ficando no anonimato,
de peito redentor,
De não ser lido estou farto.

Mas ânsia que me invade,
Nervos que em mim fervem,
Não tenho algo que agrade,
Nem poetas que me invejem,
Sem que seja inveja intento,
Seria horrendo o principal,
O intuito é o pensamento,
Sair, que nos deixa mal.



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub