Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POESIA ÀS ESCONDIDAS

Mais de mil poemas escritos às escondidas De António Codeço (1976 - 20??)

Mais de mil poemas escritos às escondidas De António Codeço (1976 - 20??)

Espiritualidades

Eu sou um sóbrio tão insatisfeito,
Hiante de sonhar sonhos grandiosos,
De palmilhar no Tempo imperfeito,
Sem me lembrar dos feitos valorosos.

Talvez alguém me espere no firmamento,
De rosto inalterado cego e mudo,
Já não detenho em mim um sentimento,
Sobre o mundo cessei eterno estudo.

Fixando os meus olhos no céu dormente,
Nada alcanço e invejo as andorinhas,
Sobra um doce caos na minha mente,
E lúgubres sorrisos que detinhas.

Estendo ao diabo as mãos, e escarnecendo,
Da resistência inútil e infantil,
Quanto mais sorri, vou desaparecendo,
Vazando a alma. Sou ainda mais vil!

Que importa se o globo azul terrestre,
Terá como as rochas triste fim,
Não vês que o grande Amor que me ofereceste,
Fez-me simplesmente ficar assim...

Assim que nem eu sei e só eu posso,
Saber como fiquei depois de amado,
Da Primavera azul eu tudo esqueço,
Finalmente me vejo transviado.

A multidão insiste em que eu me junte,
Ao mar de cinza pueril e raso,
Talvez com o fel o Diabo me unte,
O corpo que eu, com a alma não caso.

E cada quadra escrita é um esmurrar,
A luz de ébano, que tolhe a vista,
Ah, se pudesse eu o mundo parar,
Lançar-me-ia aos mares na conquista.

Talvez no Hades eu trémulo entrasse,
No resgate da pequena Donzela,
Talvez no lugar dela eu me sentasse,
Saindo do Inferno ainda mais Bela.

Fatídico momento de um poder,
Tão frágil, vulnerável a mãos rudes,
Oh fogo que a água queres converter,
Mesmo pura espera que nunca mudes.

Pois faz da chuva terna conselheira,
Que desigual ao Sol, dele se alimenta,
Vê como é verde a extensa cordilheira,
Com as sombras trepando o Belo aumenta.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D