Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

POESIA ÀS ESCONDIDAS

Poemas escritos por António Só

Não Sou Príncipe Encantado

Fevereiro 04, 2010

Às vezes, desço o abismo mais profundo,

Mergulho perigoso do sentir,

Hospedado no hotel do vasto mundo

Na almofada, encosto o rosto de existir.

 

Às vezes chego tarde ao manso ofício,

Do expresso sentimento num papel,

Oiço o murmúrio suave: "Teu suplício,

Canta-o, até tornar-se doce mel."

 

Às vezes sou a pedra da calçada,

Suporto quem caminha indiferente,

Observo, tal o tigre ou leopardo

Que o alvo escolhem, silenciosamente,

 

E a presa é o sonho que é a vida inteira,

Confusa multidão que vai passando,

Consigo ser também espreguiçadeira

Onde fêmeas ao sol se vão deitando,

 

Às vezes sou do sol bom protector,

Se os raios ferem, sou fios cremosos

Escorrendo pela pele, amaciador,

De impraticáveis sonhos langorosos

 

Às vezes, sou o príncipe encantado

Que surge quando ao sol as flores fecham,

Meigos olhos, às vezes, demorado

Nos seios doces fico (e não se queixam...)

 

Às vezes sou a sombra fresca e esparsa

Nas brônzeas serranias deslizando

Os dedos, que escreveram boa farsa

Põem sorrisos que vão me rasgando.

 

Às vezes sou os braços que as envolvem,

Num amplo e longo amplexo demorado,

Em húmidos beijos, amor devolvem,

Desperto!... e não sou príncipe encantado.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub