Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POESIA ÀS ESCONDIDAS

Poemas escritos por António Só

O mau Hu(a)mor do Céu

Maio 25, 2009

Que céu mal humorado, insípido, cinzento!

Contei-lhe uma piada e nem sequer se riu,

Nem sequer revelei sombra nem pensamento,

Nem sorriso esboçado, nem sequer me ouviu.

 

Contei-lhe que meu filho começara a andar

Um passo, dois e três, e o quarto veio depois,

A minha mão não quis, que se aprontava a dar

Do sol nada viera, nem um raio nem dois.

 

Ó deus da Poesia, ó Febo que te afogas,

Languidamente à tarde, no cerúleo lar

Também tu duvidoso ao céu te interrogas,

Se na terra tens visto Jove a caminhar.

 

Conta a lenda quando o céu se envolve em bruma,

E sobre a terra espalha um denso nevoeiro,

É frívola paixão viciosa, que costuma

Dúvida a Juno dar sobre seu paradeiro.

 

Conta-se que um dia andava a bela Io,

Incauta passeando sobre um verde prado

Logo inflamou-se o deus pela filha do rio

Bordando o céu de nuvens, na cinza ocultado.

 

Da escuridão cerrada logo desconfia,

Sua esposa por ciúme, corre a procurá-lo

Por medo o deus transforma aquela que o enibria

Numa novilha branca pra justificá-lo.

 

Enfim, são mexericos, temas de conversa

Doces para tertúlias fúteis cor-de-rosa,

Onde a verdade fica escura, controversa

Sobre amorosos contos da gente famosa.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub