Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POESIA ÀS ESCONDIDAS

Poemas escritos por António Só

Minha veia de poeta

Maio 04, 2009

Minha veia de poeta,

Que me deu dias brilhantes,

Foram pérolas, diamantes

Num muito branco papel,

Como o mel a derramar-se

Como água a escapar-se,

De uma fonte inesgotável,

Catarata incontrolável.

 

Minha veia adormeceu,

Entre bétulas e amieiros,

Entre vaidosos salgueiros

Ouvindo as águas do rio,

À procura de outro canto,

Que lhe dê maior espanto

Qual do cisne, lá do lago

Do Norte, do canto mago.

 

Minha veia, sonolenta

Do cansaço citadino

Do esgotado sentimento,

Procurando seu destino,

Mas destino não procuro

Pois traçá-lo é meu dever,

Como rocha, rijo e duro

Creio mais no meu querer.

 

Minha veia, minha amada,

Meu martírio, gravo tudo

Não cobrir de verde manto,

Musgo, arbustos e mil flores

Não deter do tordo canto

Germinando em mim amores,

Florindo este ermo caminho,

Meu espírito feliz, sozinho.

 

Se tão perto escorre o rio,

Minha veia, meu amor

Não quererás encostar,

Teu ouvido à mansa dor?

Que não é dor nem é nada,

é somente outro existir

No aquoso discursar,

Que este rio nos tem pra dar.

 

Minha veia, fecha os olhos,

Guarda a calma mansidão

Escorre meu púrpureo sangue

Leva-o assim ao coração

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub