Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POESIA ÀS ESCONDIDAS

Poemas escritos por António Só

Inspiração

Agosto 29, 2008

Amo a noite, o escuro, o corpo, a cama

A mágoa a enrolar-se na escuridão,

Amo aquele beijo húmido, a chama

Um novo incêndio no meu coração.

 

Amo a nudez dos astros e da lua

A trégua dada pela a amarga vida

Amo o esplendor quando te estendes nua,

Como um lençol de seda, adormecida.

 

Amo, no quarto, a sombra azul escura

Se meus lábios demoram-se nos teus,

Amo o salso suor sem ser secura

Na boca, os olhos teus, fixos nos meus.

 

Amo os libertos cheiros dos dois sexos

A búzios a limos e algas marinhas

Amo as nocturnas frases e os amplexos

E as tuas mãos coladas quase às minhas.

 

Amo os desenhos feitos por meus dedos

Na tua lisa pele cor de leite

Amo esta hesitação como se os medos

Fossem também de noite belo enfeite

 

Amo seguir com olhos de falcão,

Contornos do teu corpo são, roliço

Amo quando me aceitas com paixão,

E quando não, amo como um noviço

 

E quando para trás a fronte inclinas

Para deixar-te escrito o meu poema

A ver-te como nos lençóis declinas

Para mudar de enrendo ao nosso tema

 

O enrubescer das faces se demonstras

Maior e voluptuoso entusiasmo

E o percorrer das línguas cada encosta

Que servimos de entrada antes do orgasmo.

 

Amo entreter-me como uma criança,

Feliz dentro da loja de brinquedos

Amo dizer-te versos de esperança

E dissipar-te os teus pungentes medos.

 

Amo beijar-te as pétalas rosadas,

Amo acender mil velas no desejo

Amo ter nossas línguas enroladas

Como as cobras com seu álgido beijo

 

Amo ver-te o cabelo em desalinho

Como vaidosos e verdes salgueiros

Amo aninhar-me no teu morno ninho

Os sons dos lábios húmidos, inteiros

 

Amo o final que soa a sinfonia

Do rei do romantismo, alemão louco

Talvez na nona, aquela Ode à Alegria

Na orquestra em que também contigo toco

 

Amo matar-te a sede e saciar-te,

A fome, que depois, tens de conversa

Trazer-te a água fresca e contemplar-te

Depois ver-te no sono já submersa.

 

Amo este matutino cheiro de ontem

Nas madeiras e cortinas entranhado

O ouro reluzente que o sol tem

Que de manhã, o sol é abençoado.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub