Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POESIA ÀS ESCONDIDAS

Poemas escritos por António Só

A velhota

Março 26, 2018

Não basta um conjunto de palavras, no poema

os contornos das coisas ampliam o sentir

como ver nos céus de fogo Lucifer a refulgir

e desse refulgir viesse força e alto tema

 

a velhota desdentada que olhava para mim

lançou-me um olhar de passado comovente

corrigir e reviver, o tempo não consente

há um adeus diariamente, essa palavra fim

 

somos felizes, sem sabermos, nestas horas

de passeios iguais impessoais e impossíveis

de repeti-los incautos num futuro longínquo

 

é como andar de barco, é como ver em branco

de experimentar silêncios nos versos indizíveis

sabendo que o destino nos tornará distintos

Entregue ao tempo

Março 05, 2018

Que as novidades chegam sempre cedo,

como pão quente e manteiga derretida

que a humanidade não encontra uma saída

e a solução passa por ser pânico e medo

 

nos dias em que o sol nunca aparecia tarde

nem a primavera era opressiva trovoada

vivo numa angústia de alma avariada

como floresta portuguesa que sempre arde.

 

bela Lisboa, que és antiga e não és moça

para mim, tu és charmosa igual a um vinho

que nos cai pela goela e nos faz novos

 

que é feito do teu sol que em ti se roça

e nos coloca flores nos vasos do destino

sem importar-se com o destino dos povos

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub