Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

POESIA ÀS ESCONDIDAS

Mais de mil poemas escritos às escondidas De António Codeço (1976 - 20??)

Mais de mil poemas escritos às escondidas De António Codeço (1976 - 20??)

O Príncipe Imperfeito

ninguém por perto, vento, dunas no deserto.

e se saísse agora? não dariam conta

o silêncio permitido é um sol descaído

igual ao gorila irado que nos confronta.

 

perdi sonhos coloridos, a alma labiríntica

são túneis e trincheiras na terra escavados

se lúcido dormisse num copo de absinto

degolaria o tédio e sono mascarados

 

a obrigatoriedade do Halloween, são dias

que nego fantasias e dentes postiços

prefiro carnavais, orgias, bacanais

charcutarias tais, presuntos e chouriços

 

a penumbra fria sepulcral da igreja

vitrais multicolores lindos atractivos

é gárgula sombria que inspira suspeitas

a transformar-se em Cristo vago, pensativo

 

seca, poeira ao vento, voo em pensamento

em fios finíssimos quase imperceptíveis

de seda, aranhas tais que tecem esquecimento

fugindo das pessoas más, incorrigíveis

 

prova-me o contrário, eu te farei sinal

para que entres no palácio de pó e nada

ajuda-me a tirar adagas e punhais

que em mim próprio cravei por me sentir errado

 

inadaptável a ginásios, restaurantes

chiques, carros caros e viagens paraísos

a camas giratórias, quartos flutuantes

em hotéis que arranham céus de infinitos pisos

 

a vidas impossíveis, espantosos vulcões

a trabalhos iguais a plantas carnívoras

que devoram vidas, almas, corações

criança a aproximar-se dum ninho de víboras

 

de Aquiles temíveis e Ulisses geniais

que ordenam o mundo como lhes compete

que de ansiedade ou medo nunca dão sinais

seguidos por exércitos, trompas e trompetes

 

todos maravilhas, puros predadores

felinos, canibais que comem as mulheres

intrépidos gurus no amor sem dissabores

que angélicos subiram ao céu dos prazeres

 

deuses detentores de alta sabedoria

incrível, sabem tudo: política, ciências

física, engenharia, química, economia

que Deus, o próprio, inveja excelsa inteligência

 

conhecem a fundo o mistério divino

e conhecem actrizes famosas, pessoalmente

que a Morte beijaram, enganando o destino

e nas filas passam a humanidade à frente

 

abraço solidário a solidão dos fracos

escolho ser sozinho, sou príncipe imperfeito

a chafurdar na lama, a caminhar nos charcos

para ser perfeito eu nunca tive muito jeito

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D